Natal




Enquanto a Terra sofre, luta e não descansa
E o Homem atribulado se exaspera,
Guardemos-Te a presença e a vida na lembrança,
Cantando o Teu Natal, perante a Nova Era.

A Tua proteção é luz que não se altera
No tempo que se foi e no tempo que avança,
Cada hora contigo é nova primavera
Em florações de fé e lauréis de esperança.

..."Glória a Deus nas Alturas!..." Canto inesquecível!...
És Tu, Mestre do Bem, que te abaixas de nível,
Trazendo paz no amor aos tutelados Teus!...

Natal!... Embora a dor e os prenúncios de guerra,
Nós te amamos, Jesus, sobre as armas da Terra,
Procurando contigo a integração com Deus!...