A Mulher e o Gęnio



Havia uma mulher corcunda magoada com o mundo, que vivia magoada com seu terrível calombo nas costas. A mulher- dromedário andava curvada, rastreando os cantos com seus olhos tristes, até que um dia encontrou um objeto mágico onde há séculos vivia um gęnio, que se materializou na sua frente oferecendo-lhe quatros pedidos por sua libertaçăo.

A mulher-camelo fez o primeiro:
- Eu queria ter uma casa mais bonita do que a chata da Dona Maria, aquela mulher fofoqueira....

Zás!!! Apareceu-lhe uma casa maravilhosa.

Veio o segundo pedido.
- Eu queria ter um carro muito mais bonito, possante e moderno do que o chifrudo do Seu Zé.

Zás!!!! Surgiu em sua frente um carro sensacional.

Assim fez o terceiro pedido: - Eu queria ter mais jóias do que a galinha da Dona Joana, aquela filha d'uma égua.
Zás!!! Apareceram-lhe jóias maravilhosas.

Foi a vez do quarto e último pedido: - Agora, gęnio, eu quero que vocę realize meu último pedido - que suma aquilo que trás as amarguras da minha vida, meu desgosto, meu maior defeito...

E Zás!!!!... de novo.

Sumiu-lhe a língua....