DA ETERNIDADE


a eternidade é feita de pássaros
que riem do vôo em falso
dos homens

planar além dos rochedos
é anoitecer
desinteressada perenidade

é não precisar de relógio
pra se descobrir presente

nem contemplar o passado
fez invisível do tempo

o que há de mais seguro
no alvará da incerteza
que levita?

o futuro tem asas
repete o poeta
timidamente

Antônio Mariano Lima